Páginas

Testei: Dalilight, Salvador Dali

Olá, pessoal!

Dia desses tive a oportunidade de experimentar esse perfume da Salvador Dali, o Dalilight. Normalmente gosto dos perfumes da marca por serem simpáticos e acessíveis.


A descrição do produto diz que "Dalilight é uma fragrância deliciosamente refrescante, inspirada pelo encanto feminino, graça e suavidade. Uma fragrância requintada, cheia de ternura e emoção que irradia luz pura e transparência. É dedicada a mulher criativa e sonhadora.

Uma fragrância floral frutada, que oferece em suas notas de abertura, um coquetel de frutas com limão, mandarina e maçã. Para as notas do coração, uma combinação de transparência e modernidade é fornecida por flores brancas - jasmim e flor de água doce. Feminilidade suave, elegante e sutilmente sensual é encontrada nas notas de base, que dispõem de cedro, âmbar e almíscar branco."

Na minha opinião, é, de fato, uma fragrância suave. Bastante suave. Suave meeesmo. Levemente atalcada, com um toque fresco e lá longe aquele cheiro de banho tomado. Tudo muito leve, pois o perfume é, na minha opinião, demasiado fraco, no sentido de corpo olfativo mesmo.

Com pouquíssima fixação e zero de rastro, é ótimo para usar caprichadamente durante o dia ou para o trabalho, com a garantia de que não vai incomodar ninguém.

Recomendo inclusive para as pessoas alérgicas a cheiros muito fortes. Dalilight faz jus ao nome; é tão sutil e delicado que beira o etéreo.

O frasco de 30ml custa, em média, R$ 87,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar do Diva Genérica. Não esqueça de deixar o link do seu blog para que possamos retribuir a sua visita!